Os juros cobrados ao consumidor sobe e tem maior taxa desde maio de 2009

Caros leitores, a taxa de juro média cobrada nas operações de crédito aos consumidores apresentou alta em outubro, atingindo 47% ao ano, a maior desde maio de 2009, quando estava em 47,3% ao ano.

Frente ao mês anterior, houve alta de 1,3 ponto-percentual, visto que no nono mês de 2011 a taxa ficou em 45,70% ao ano. A constatação se baseia nos dados da Nota de Política Monetária e Operações de Crédito, do Banco Central, divulgada nesta quarta-feira (23).

Na comparação com outubro do ano passado, houve alta de 6,6 pontos percentuais no juro ao consumidor, já que naquele mês a taxa estava em 40,40% ao ano. Ao mês, a taxa média praticada ficou em 3,26% em outubro, frente aos 2,87% do mesmo mês de 2010 e aos 3,19% do mês imediatamente anterior.

Evolução do spread
Com a alta na taxa de juros, o spread bancário, que mede a diferença entre os juros pagos pelas instituições financeiras ao captar recursos e os praticados ao emprestá-los, subiu em outubro. A tabela abaixo compara o spread bancário de outubro de 2011 e seus componentes frente ao mês anterior e ao mesmo período de 2010.

Por modalidade de crédito
Uma análise da tabela abaixo permite constatar que, frente a outubro de 2010, todas as modalidades apresentaram alta e, frente ao mês imediatamente anterior, somente o cheque especial teve recuo.

Fonte: Info Money

Veja também::

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *